A Primeira Conferência Chinesa: Um Esforço Internacional sem Precedentes

Versão para impressãoVersão para impressão
Vicki Heng Fan Yang

A logística desta reunião online não foi tarefa fácil. Os fusos horários abrangiam todo o globo, de Taiwan, no leste, a São Francisco e Chicago nos Estados Unidos, e até o oeste de Paris. Porém, reorganizamos a agenda para acomodar os horários locais e...


Por Vicki Heng Fan Yang, membro da equipe chinesa de tradução, Califórnia, EUA

Sou um leitor de longa data do Livro de Urântia nascido em Taiwan em 1947. Mudei-me para os Estados Unidos na década de 1970, mas retorno a Taiwan e à China com frequência e mantenho uma boa conexão lá. Você poderia dizer que eu levei o que aprendi no oeste para o leste, e isso inclui a quinta revelação de uma época.

Por muitos anos, estudei e fui muito ativo em uma organização espiritual chamada A Course in Light (ACIL). A certa altura, publiquei um artigo sobre O Livro de Urântia em nosso site. Richard Zhu viu esse artigo e entrou em contato comigo. O resto, pode-se dizer, é história. Comecei a colaborar com Richard em sua tradução para o chinês no início de 2015.

Nos últimos anos, tenho compartilhado online citações de O Livro de Urântia com alunos do ACIL. O interesse pelo livro está aumentando, então decidi organizar uma reunião para informá-los mais sobre O Livro de Urântia e sua história. A conferência era para ser em Taichung, Taiwan. É uma cidade no meio do país. Não só temos muitos alunos em Taichung, como também pessoas do norte ou do sul podem chegar lá em duas horas.

Foi programado para o final de março e registramos mais de 100 buscadores da verdade, todos estudantes do ACIL, que se interessaram em acrescentar O Livro de Urântia ao seu repertório espiritual. Infelizmente, a pandemia global frustrou nossos planos, fazendo-nos adiar e reagendar como reunião do Zoom no início de setembro.

A logística desta reunião online não foi tarefa fácil. Os fusos horários abrangiam todo o globo, de Taiwan, no leste, a São Francisco e Chicago nos Estados Unidos, e até o oeste de Paris. Porém, reorganizamos a agenda para acomodar os horários locais e, por meio da magia da eletrônica, conseguimos nos cumprimentar cara a cara. Atraímos 102 participantes de Taiwan e mais 26 da China.

Nossos dois dias foram preenchidos com uma mistura de apresentações relacionadas ao Livro de Urântia - intercaladas com orações e meditações. As apresentações foram feitas por: Richard Zhu, tradutor de O Livro de Urântia para o chinês; Georges Michelson-Dupont, Curador da Urantia Foundation e Gerente de Traduções; Tamara Strumfeld, diretora executiva da Urantia Foundation; Susanne Kelly, de Dallas, Texas, uma leitora de longa data e grande amiga; e Meifeng, um dos meus alunos de Taiwan, que fez uma apresentação sobre “Universal Gravity vs. Creating Reality by Belief”.

Agora dou-lhes o prazer de ouvir diretamente de vários de nossos estimados co-apresentadores.

Difference between Traditional and Simplified Chinese characters
Difference between Traditional
and Simplified
Chinese characters

Richard Zhu

Durante o planejamento desta conferência, fui convidado por Vicki para apresentar algumas de minhas experiências de tradução com os participantes. Eu compartilhei os métodos e as dificuldades de traduzir com precisão esses conceitos únicos da língua inglesa para o chinês.

Desde que comecei a tradução em parceria com a Urantia Foundation, dei prioridade à exatidão e lealdade ao texto original para a versão em chinês simplificado, visto que cresci em um contexto cultural de chinês simplificado. Reconhecendo que a versão em chinês tradicional deve ser editada por pessoas dessa formação, comecei a procurar alguém para ajudar nisso. E foi então que entrei em contato com a Vicki em 2015 para discutir a colaboração no trabalho de edição da versão em chinês tradicional. Ela aceitou meu convite de boa vontade. Ambos reconhecemos que este livro tem grande importância para o povo chinês, e Vicki se juntou a mim em nosso compromisso de longo prazo com a disseminação futura desta revelação.

Como um exemplo de um conceito único de O Livro de Urântia, o plano de ascensão é pouco conhecido na cultura oriental. A maioria das pessoas ainda mantém antigas crenças das religiões tradicionais. Apresentei uma visão geral da jornada de ascensão ao Paraíso para os seres humanos, esperando que os detalhes iluminassem os participantes sobre seus propósitos e crenças de vida. Os destaques incluíam a origem do Paraíso, o universo central perfeito, o propósito do plano de ascensão mortal, a rota de ascensão para o Paraíso e os preparativos para a ascensão na vida diária. O feedback foi muito positivo! Alguns mencionaram que isso expandiu sua visão e deu-lhes melhores explicações sobre os propósitos da vida. Eles compartilharam que passariam mais tempo lendo este livro e vivendo suas vidas de uma forma mais construtiva.

Tamara Strumfeld
Tamara Strumfeld

Tamara Strumfeld

Tive a grande honra de representar a Urantia Foundation e compartilhar sua missão, visão e valores com um grupo de estudantes chineses que descobriram O Livro de Urântia e seus ensinamentos. Como eu gostaria de ter estado lá pessoalmente! Esperançosamente, teremos essa oportunidade no futuro.

Minha apresentação relatou ao público o histórico do 533 Diversey, o local de nascimento do projeto do Livro de Urântia. Como a maioria dos leitores já sabe, a Fundação foi criada em 1950 como um fundo de caridade sem fins lucrativos. O belo edifício greystone em Chicago foi o lar dos doutores William e Lena Sadler, que foram ambos instrumentais nos primeiros dias. Foi o Dr. William quem legou o edifício à Fundação em 1969. Estamos aqui desde então.

Apresentei uma visão geral do conselho de cinco curadores, o conselho ampliado de curadores associados, e apresentei-os a nossa equipe de três escritórios e vários trabalhadores contratados nos Estados Unidos e em outros países. Também reconheci com gratidão e apreço nossos muitos voluntários de todo o mundo, todas as pessoas dedicadas que trabalham neste projeto.

A seguir, expliquei brevemente o que a Urantia Foundation faz e as várias coisas nas quais continuamos ocupados trabalhando.

1. Publicação de O Livro de Urântia e suas traduções, tanto física quanto eletronicamente. Existem mais de 750.000 livros impressos, 28.000 e-books vendidos e 577.436 livros baixados do site da Fundação. No momento, estamos trabalhando em um aplicativo Android que terá o livro em oito idiomas e esperamos publicá-lo em breve, com outros idiomas no futuro.

2. Distribuição dos livros - é um negócio mundial! A Urantia Foundation vende livros em tantos canais quanto possível. O inglês e todas as traduções impressas estão disponíveis nas livrarias - físicas e virtuais. Também distribuímos livros em locais onde a distribuição ainda não está disponível. Temos um site de 24 idiomas onde é possível baixar o livro gratuitamente, lê-lo online e usar o excelente mecanismo de busca para estudar.

3. Tradução do livro para o maior número de idiomas possível. Existem atualmente 24 traduções disponíveis. Quando comecei a trabalhar para a Fundação em 2004, havia apenas 10. Quatorze novos idiomas foram adicionados em 16 anos, e há vários outros em andamento. Além da que estamos celebrando aqui, a tradução chinesa, as demais são árabe, farsi e filipino.

4. Revisão das traduções - porque os esforços humanos sempre podem ser melhorados. A Fundação possui um processo detalhado de revisão de cada tradução. O objetivo é ter a tradução mais precisa que seja humanamente possível. É um processo de 40 anos (ou mais) do início ao fim. As traduções atualmente em revisão são espanhol e português.

5. Proteção do texto para que permaneça intacto para as gerações futuras. Uma das responsabilidades da Urantia Foundation é preservar o texto para que as gerações futuras o tenham como foi dado. Não apenas armazenamos cópias da primeira impressão, mas também temos todos os arquivos de texto protegidos eletronicamente e com backup em vários lugares. Todas as traduções são protegidas por direitos autorais para proteger e preservar o bom trabalho dos tradutores. Isso garantirá que nenhum dano ocorra ao trabalho de Richard Zhu. Ele passou muitos anos dedicados a este projeto. É importante protegê-lo.

6. Educar por meio do website, seminários, outras vias educacionais e da Escola do Livro de Urântia na Internet (UBIS). A UBIS tem facilitado o estudo aprofundado do livro por 20 anos, com alunos de mais de 75 países. Os cursos são gratuitos e oferecidos três vezes ao ano em quatro idiomas diferentes - inglês, francês, português e espanhol. Há um plano de nove anos para expandir a escola para muitos outros idiomas, e a meta é que o chinês seja um deles até 2026.

Nosso site tem uma seção inteira dedicada ao estudo com muitos recursos que você pode examinar e investigar. Outra abordagem para a educação é por meio de seminários. Tem havido simpósios científicos, seminários culturais, workshops sobre os conceitos do livro e retiros espirituais realizados em 533. A Urantia Foundation também faz parceria com outros grupos em projetos e esforços colaborativos.

Quero agradecer a Richard Zhu por seu serviço e anos de devoção ao projeto de tradução para chinês. Com mais de um bilhão de falantes nativos da língua chinesa - cerca de 16% da população humana - imagine quantas pessoas serão alcançadas com a tradução!

Também quero agradecer a Vicki Yang por suas valiosas contribuições. Seu apoio amoroso e contribuição profissional estão realmente fazendo a diferença. Estaremos buscando os conselhos de Vicki e Richard sobre a melhor forma de divulgar a tradução em todo o mundo de língua chinesa.

Esperamos que esses ensinamentos ajudem a transformar um mundo conturbado e nos unam para que todos possamos crescer juntos em direção à luz e vida.

Suzanne Kelly
Suzanne Kelly

Suzanne Kelly

Tenho uma boa amizade com Vicki desde 1989, quando nos conhecemos na Califórnia. Um ano depois, visitei-a em Taipei por quatro meses. Vicki era tradutora profissional e me pediu que trouxesse uma Bíblia para que ela pudesse pesquisar Melquisedeque. Trouxe a Bíblia para ela, mas também trouxe meu O Livro de Urântia.

Observando seu tamanho, Vicki perguntou se eu poderia ler em voz alta para ela enquanto ela traduzia, e eu concordei com entusiasmo. Ao ler alguns parágrafos, ela dizia: “Isso é ótimo, mas intraduzível! Você poderia me explicar de outra maneira? ” Foi o que fiz, às vezes duas ou três vezes, até que finalmente fez sentido traduzir. Aprendi mais durante aqueles quatro meses em Taipei do que em três anos de estudo e leitura do livro! Isso prenunciou o que mais tarde evoluiria para o futuro envolvimento de Vicki com o projeto de tradução para chinês.

Avancemos 30 anos, quando Vicki foi abordada por Richard Zhu, que havia sido contratado pela Fundação para traduzir O Livro de Urântia para o chinês simplificado. Vicki e Richard começaram a trabalhar juntos em 2016 para editar seu primeiro rascunho até os padrões de publicação.

As coisas se fecharam quando Vicki ligou para me convidar para falar na conferência em março de 2020 em Taiwan. Por causa da pandemia, a reunião se transformou em uma reunião Zoom. Ela me disse que muitos de seus alunos estavam perguntando por que deveriam ler O Livro de Urântia. Esse se tornou o tema da minha apresentação.

Eu avidamente me propus a reunir opiniões de estudantes ao redor do mundo sobre por que eles achavam que era importante para novos estudantes em Taipei e na China ler O Livro de Urântia. Minha palestra incorporou muitos de seus comentários, incluindo:

“Você deve ler O Livro de Urântia porque a alma clama por suas verdades. Os povos chineses há muito acalentam, enaltecem e sustentam a busca pela verdade. Os autores de O Livro de Urântia declaram que Lao-tsé e Confúcio são dois dos maiores mestres da verdade na história da humanidade”.

“Simplifica tanto que de outra forma seria mistificador. E amplia e claramente apresenta a mensagem do Evangelho que Jesus morreu compartilhando ... verificando que há um Deus; além disso, que esta Divindade é realmente SEU e meu Pai”.

"Se você está olhando para o porquê e para quê, o propósito superior e destino da vida, então leia O Livro de Urântia. Compreenda o propósito, origem, história e destino de toda existência humana ou mortal. Se você deseja saber seu destino espiritual , Leia-o."

Esta é a mensagem de O Livro de Urântia para a próxima era - os ideais que inspirarão o próximo avanço humano. Espera-se de nós que sejamos os pioneiros deste avanço - que cruzemos a lacuna que O Livro de Urântia constrói para o futuro, estabelecendo assim o reino em nossos corações e tornando-se as sementes para uma sociedade melhor, uma sociedade que será um passo mais próxima da perfeição em luz e vida.

Talvez um dia eu visite Taipei mais uma vez - com uma cópia da tradução chinesa, possibilitada pelos incansáveis ​​e incrivelmente dedicados tradutores que assumiram esta tarefa imensa e difícil!

“ …A estabilidade espantosa e a persistência da cultura chinesa sâo uma consequência da preponderância da posição dada à família, pois a civilização é diretamente dependente de um funcionamento eficiente da família; e, na China, a família alcançou uma importância social e até mesmo um significado religioso, que poucos povos atingiram.” 79: 8.9 (888.2)

Georges Michelson-Dupont
Georges Michelson-Dupont

Georges Michelson-Dupont

Esta apresentação da Revelação de Urântia para estudantes de língua chinesa foi um evento marcante. Depois de quase 10 anos de esforço, os resultados estão produzindo uma colheita abundante do relacionamento frutífero entre Richard Zhu, o tradutor, e a Urantia Foundation. O potencial desse esforço deve ser medido pelo fato de que mais de um bilhão de seres humanos logo terão acesso à revelação de Urântia em sua língua nativa. Até o ano 2100, 10 países abrigarão mais da metade de toda a população mundial, e um deles fala mandarim.

Vicki me pediu para preparar tópicos específicos para apresentar na conferência. A primeira foi uma visão geral de O Livro de Urântia, enfocando o relacionamento de Deus com o homem. Isso me permitiu expor o mandamento divino inescapável "Sê perfeito como Deus é perfeito", que comunica um propósito a todo ser humano. Revelei a esses alunos ansiosos o plano de perfeição divina, a morada do fragmento divino e sua contribuição, o dom da personalidade e do livre arbítrio, a mente, o fundamento da fé e a busca de ideais mais elevados.

Minha segunda palestra foi sobre a história de Maquiventa Melquisedeque e o propósito de sua encarnação em Urântia. Apresentei seus ensinamentos, seus missionários e sua influência nos países asiáticos, especialmente na China. Este tópico era de particular interesse para o público chinês por causa de sua familiaridade com sua influência por meio de Lao-tsé e Confúcio.

Depois de uma meditação de 15 minutos, compartilhei como a revelação mudou minha vida, a história pessoal de meu encontro com ela. Cada um dos meus segmentos foi seguido por 30 minutos de perguntas e respostas. Esperamos fazer mais dessas apresentações em um futuro próximo, para encorajar e cultivar nosso relacionamento com os buscadores da verdade chineses. Ainda faltam alguns anos para que a tradução esteja pronta para publicação. Você pode imaginar as dificuldades, já que Richard fala chinês simplificado e Vicki fala chinês tradicional. Mas juntos eles estão colaborando em uma versão que poderá ser lida por ambas as comunidades.

Fique Ligado!

Um dia adicional foi gasto respondendo às perguntas dos participantes. Ainda estou compilando seu amplo feedback. Veja um artigo de acompanhamento na próxima edição do News Online.

Urantia Book Chinese Translation Presentation 2020
Urantia Book Chinese Translation Presentation 2020
Urantia Book Chinese Translation Presentation 2020
Urantia Book Chinese Translation Presentation 2020

Foundation Info

Versão para impressãoVersão para impressão

Urantia Foundation, 533 W. Diversey Parkway, Chicago, IL 60614, USA
Tel: +1-773-525-3319; Fax: +1-773-525-7739
© Urantia Foundation. All rights reserved