Elevando a um Novo Nível: O Livro de Urântia em Esperanto

Versão para impressãoVersão para impressão
Jean Annet
Jean Annet
Jean Annet
Martin Benoit
Martin Benoit
L.L. Zamenhof
L.L. Zamenhof

Por Jean Annet, Namur, Belgica, and Martin Benoit, Québec, Canadá

Nenhum mundo evolucionário pode esperar progredir além do primeiro estágio de estabilidade na luz até que tenha alcançado uma língua, uma religião e uma filosofia. Ser de uma mesma raça facilita muito essa conquista, mas os muitos povos de Urântia não impedem a obtenção de estágios mais elevados.
55:3.22 (626.11)

Como O Livro de Urântia já foi traduzido para mais de 20 línguas, é chegado o momento de traduzi-lo para o Esperanto, a língua construída mais importante em nosso mundo. Já faz um ano que recebemos a aprovação da Fundação para o fazer, e demos início a uma tarefa gigantesca que nos ocupará por muitos anos.

O Que é a Língua Esperanto?

Esperanto é uma língua construída, criada no século XIX por L. L. Zamenhof, um medico oftalmologista na Polônia, então parte do Império Russo. Quando ele era jovem, ele experimentou a animosidade generalizada entre os quatro povos em Białystok onde viveu: russos, poloneses, judeus e alemães. Percebendo que isso se devia principalmente à barreira da língua, decidiu criar uma língua internacional que fosse usada como língua neutra entre todas as nações da Terra. Seu livro foi publicado pela primeira vez em 1887. As raízes do Esperanto são fortemente influenciadas pelas línguas europeias, enquanto sua gramática - simples, regular e expressiva - é mais semelhante a outras famílias de línguas. A gramática do Esperanto foi projetada para ser fácil de aprender, tornando a língua cerca de 10 vezes mais rápida de aprender do que outras línguas europeias.

Cento e trinta anos depois, o movimento Esperanto abrange dezenas de milhares de pessoas em centenas de clubes de Esperanto em quase todas as nações da Terra. Desenvolveu-se uma cultura de fraternidade entre povos e nações, com congressos anuais, livros, peças de teatro, música e filmes. O Congresso Mundial de Esperanto, uma experiência à parte, costuma reunir entre uma e duas mil pessoas de mais de 70 países a cada ano. As atividades variam de palestras científicas a shows culturais e visitas guiadas às atrações locais. Eles também incluem encontros de diversos grupos de interesse, como veganos, jogadores de xadrez, LGBTQ +, amantes de gatos, bem como muitas associações profissionais, políticas e religiosas. A sensação de ser capaz de se comunicar com eficiência e compreender todos que vêm de todos os lugares com um nível comparável de fluência é quase indescritível.

A Tradução para o Esperanto

No início dos anos 2000, um francês, JeanMarie Chaise, concluiu a tradução de todo O Livro de Urântia para o Esperanto. No entanto, ele morreu repentinamente e sua tradução ficou nas prateleiras por anos. Mas havia problemas com seu rascunho: baseava-se na tradução francesa e precisava de muitas melhorias. Não apenas precisava de revisões, mas sua terminologia precisava ser harmonizada. Mais trabalho seria necessário para concluí-lo.

No início de 2020, uma nova equipe internacional foi formada para participar deste projeto colossal. Vamos agora apresentar a equipe:

Yves Nevelsteen, da Bélgica, ex-presidente da Associação de Jovens Esperantistas Flamengos, iniciou o Komputeko, uma terminologia computacional dentro da estrutura do [email protected] (Esperanto na Internet), e é ativo como editor da Wikipedia em Esperanto.

• Lucas Perier, vice-presidente da AFLLU (associação de leitores de língua francesa), que já revisou 18 artigos do livro.

• Anna Lobo de Carvalho, do Brasil, que já corrigiu vários artigos da tradução.

• Martin Benoit, do Canadá, que corrigiu um artigo do livro, começou a criar um glossário de neologismos de O Livro de Urântia e que fala Esperanto há quase 20 anos.

• Jean Annet, da Bélgica, ex-presidente da “Belgian Urantia Association”, que recebeu diretamente a tradução do livro em Esperanto de JeanMarie Chaise.

Por que Traduzir O Livro de Urântia para o Esperanto?

Pode-se perguntar: Porque traduzir o livro para o Esperanto? Para que será usado e especialmente por quem? Como vimos, o Esperanto foi criado por um polonês que queria promover a fraternidade humana. E visto que, como judeu, ele era um crente, ele estava convencido de que se todos os homens na Terra fossem irmãos, eles só poderiam vir de um Pai e isso significaria que há apenas um Deus. Assim, dentro do Esperanto havia uma ideia interna (la interna ideo) de fraternidade humana sob a Paternidade de Deus. Se todos os esperantistas aceitam a ideia da fraternidade humana, mesmo que não seja o mesmo para a Paternidade de Deus, o interna ideo está implícito na língua e todos os esperantistas entendem isso. O mundo esperantista é, portanto, um público-alvo ideal para transmitir os ensinamentos de O Livro de Urântia.

O Esperanto e O Livro de Urântia têm muitas semelhanças notáveis entre si:

• Ambos começaram por volta do início do século XX.

• Não pertencem a ninguém, a nenhum povo, nação, associação ou religião.

• Eles são disseminados por seus “usuários”.

• Ambos têm adversários e adeptos ferrenhos.

• Ambos organizam encontros nacionais e congressos internacionais.

• Ambos estão à frente de seu tempo e só irão decolar no futuro.

• É difícil determinar o número de seguidores para ambos. Existem aqueles que estão absolutamente convencidos disso (que falam, lêem, estudam). Existem aqueles que os abordam de mais longe, e existem aqueles que simplesmente sabem da sua existência.

• E, acima de tudo, ambos carregam a mesma mensagem: a fraternidade humana.

Em vez de comunicar o livro a uma nação em sua própria língua, a tradução do Esperanto o levará a uma população única em nível global, que compartilha (dentro de si e com a revelação) o mesmo ideal de fraternidade humana. Ter O Livro de Urântia em Esperanto será, finalmente, ter a religião universal traduzida na língua universal.

Número de membros de associações de Esperanto por país
Número de membros de associações de Esperanto por país

Foundation Info

Versão para impressãoVersão para impressão

Urantia Foundation, 533 W. Diversey Parkway, Chicago, IL 60614, USA
Tel: +1-773-525-3319; Fax: +1-773-525-7739
© Urantia Foundation. All rights reserved