Os Gregos Indagadores: Uma Crônica da Tradução Grega de O Livro de Urântia

Versão para impressãoVersão para impressão

Por Evangelia, Grécia

A Grécia é um dos países que foi abençoado pela presença do próprio Jesus e, posteriormente, de seus apóstolos. Os “gentios gregos indagadores”, que desejavam ver Jesus e entrar no reino, testemunharam o último discurso de Jesus no templo. Estando presentes naquela assembléia incomum, eles tiveram o privilégio de serem instruídos por ele durante o momento importante em que ele “pôde perceber o fim de uma dispensação e o começo de outra”. 174:5.6 (1903.3)

Muitos deles estariam “no Getsêmani, na ocasião em que Judas traiu Jesus com um beijo e os soldados o prenderam”. 190:4.1 (2033.4) Não demorou muito para que Jesus tivesse visitado Atenas e sua renomada Academia, plantando as sementes da salvação, mas agora em Jerusalém, ele se dirigia aos judeus e a esses gregos que o procuravam tão persistentemente, declarando que “é chegada a hora em que o Filho do Homem será glorificado”. 174:5.8 (1903.5)

Manual de Instruções para o Planeta

Dois mil anos depois, na Grécia atual, aqui estamos, com tal herança e a enorme tarefa de terminar a tradução grega O Livro de Urântia. Um projeto tão volumoso pode ser avassalador para qualquer tradutor, mais ainda quando essas 2.097 páginas são praticamente um manual de instruções para os habitantes deste planeta.

Eu “descobri” O Livro de Urântia cerca de 10 anos atrás através do amigo de um amigo, durante um período desorientador em minha vida. Eu estava precisando de alguma orientação. Ele me entregou sua cópia e, como me senti instantaneamente atraída, foi apenas uma questão de dias até eu encomendar a minha. Se eu tivesse que usar uma palavra para descrever o que aprendi do livro durante a primeira leitura, seria esperança.

Por vários anos, recusei com muito tato uma proposta para revisar e finalizar a tradução grega. Apesar de todas as suas revelações, esse livro às vezes era difícil de compreender; como eu poderia assumir uma responsabilidade tão grande? O pensamento de Jonas, e sua relutância em agir como fora instruído, frequentemente passava pela minha cabeça, então foi uma questão de tempo para aceitar a ideia de fazer parte da missão, o que provou ser um processo de mudança de vida. E imagine minha surpresa quando descobri que o próprio Jesus atuou como tradutor em uma parte considerável de sua curta auto-outorga na carne. Certamente isso reacendeu meu propósito!

A Tradução Grega de O Livro de Urântia

Konstantinos Diamantopoulos, um empresário grego então residente no Reino Unido, trouxe O Livro de Urântia para a Grécia depois de ser apresentado a ele em Londres em 1998. Ele sentiu o desejo de agir, e depois de visitar a Fundação Urântia em Chicago, ele aceitou o convite para se tornar o representante da Fundação na Grécia. Ele manteve uma presença em Atenas para esse propósito.

Em 2001, ele tomou a iniciativa de iniciar o projeto da tradução grega, juntamente com uma série de artigos de revistas, palestras e apresentações que obtiveram uma resposta significativa do público, apesar de O Livro de Urântia não estar disponível na língua grega. Sob seu patrocínio, quatro indivíduos conseguiram realizar algo extraordinário: concluíram o primeiro rascunho em apenas um ano.

No entanto, por várias razões, entre as quais a retorno do Sr. Diamantopoulos para Londres, o próximo passo—revisão—já nos levou 21 anos até agora, e ainda está em andamento, esperançosamente chegando à conclusão. Se você perguntar "Quando?" Eu direi, no “tempo de Deus”. Uma das coisas que aprendi enquanto trabalhava neste projeto é esperar pacientemente até que minhas perguntas sejam respondidas—às vezes alguns dias depois, outras vezes algumas linhas depois.

Sinto-me muito honrado que este trabalho de amor tenha sido confiado ao nosso grupo, do qual sou um dos pelo menos 10 colaboradores. Minha colaboradora de longa distância nos Estados Unidos, Emily Deam, tem raízes na histórica Mystras, Esparta—o lar dos corajosos. Ela e eu trabalhamos remotamente na revisão nos últimos quatro anos.

Concordância (um termo que denota acordo), diglossia (referindo-se a duas variedades da mesma língua), a diversidade de estilos de diferentes tradutores e a tendência dos gregos a debater interminavelmente sobre conceitos, são apenas alguns de nossos desafios.

Com todo o grande apoio fornecido pela Urantia Foundation (agradecimentos especiais a Tamara Strumfeld, Jay Peregrine e Ashley Parratore por sua assistência), e com Déjà Vu—uma ferramenta de tradução computadorizada excepcional—à nossa disposição, nosso filho espiritual está prestes a nascer.

Uma menção especial deve ser feita à ilha de Chipre, uma terra também abençoada pela presença de Jesus e seus discípulos. É o único outro país onde o grego é a língua oficial e um reduto da cultura grega apesar das grandes adversidades. Um leitor de nosso lindo país irmão, Christos Magides, de longa data ao serviço do movimento e membro em geral, teve um papel fundamental em nosso último projeto, a tradução de “A History of the Urantia Movement” de autoria do Dr. William S Sadler. Está agora disponível no site da Urantia Foundation, juntamente com mais conteúdo em grego.

Esperamos que essa colaboração continue a dar frutos, talvez se estendendo ao trabalho no próprio livro, durante a próxima etapa de aprovação do texto, antes da publicação.

Alguns Fatos Interessantes sobre a Língua Grega

Embora sejamos conhecidos como “Os gregos”, nosso país se chama Ell′as, somos ′Ellines, e nossa língua é pronunciada eliní′ka. Durante os tempos de Jesus, ela era amplamente falada em toda a área onde ele viajava e ensinava, sendo o equivalente ao inglês de hoje. O próprio Jesus era fluente em grego, entre outras línguas.

O grego é uma das línguas escritas mais antigas do mundo, com registros que datam de 1400 aC, e nosso alfabeto está em uso há quase 3.000 anos.

O código de idioma padrão internacional para o grego é [EL] e atualmente é a língua materna de aproximadamente 13,5 milhões de pessoas.

Información de fondo

Versão para impressãoVersão para impressão

Urantia Foundation, 533 W. Diversey Parkway, Chicago, IL 60614, USA
Teléfono: (fuera de EUA y Canada) +1-773-525-3319
© Urantia Foundation. Todos os direitos reservados.